fbpx

Especialização Avançada em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho


Or log in to access your purchased courses
por Twofold Academia de Formação
Preço: 2.500,00 1.250,00
420 Horas
14 Módulos

PORQUÊ ESTA ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA?

economic-contribution

A especialização em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho visa dotar os futuros profissionais nesta área de conhecimentos teóricos e práticos que permitam o desenvolvimento e a garantia de todas as condições de segurança, higiene e saúde em qualquer empresa e/ou organização.

DESTINATÁRIOS

Todos os indivíduos com habilitações académicas ao nível de Licenciatura em qualquer área científica que pretendam desenvolver competências nesta área.

FORMA DE ORGANIZAÇÃO

A Especialização Avançada é ministrada 100%, em regime E-Learning na plataforma de Ensino a Distância TWOFOLD E-ACADEMY, com recurso em tempo real e a stream de video e áudio à sala de aula virtual Twofold em direto com a equipa de formadores e demais formandos.

PRINCIPAIS VANTAGENS

Sessões em sala de aula virtual em tempo real

Sessões síncronas (de 1 hora)

Acompanhamento Permanente

Por telefone, e-mail ou fórum dúvidas

Faça a Gestão do seu Tempo

1 sessão/semana em horário laboral ou pós-laboral

Privilegiamos a prática

Construção do conhecimento assente em casos práticos

Certificado Final (Portaria n.º 474/2010, ? 8 de julho)

Plataforma SIGO, do Ministério da Educação

Gerir o bem público com eficácia

Potencie a sua carreira ou empregabilidade

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM

Os formandos deverão ser capazes de:

  • Desenvolver, coordenar e controlar as atividades de prevenção e de proteção contra riscos profissionais.

Os formandos serão ser capazes de:

  • Conhecer o enquadramento legal;
  • Enfatizar a importância da aplicação da legislação de Higiene e Segurança do Trabalho;
  • Colaborar na definição de uma política geral da empresa relativa à prevenção de riscos e planear e implementar o correspondente sistema de gestão;
  • Promover a Higiene e Segurança no Trabalho como fator de melhoria da qualidade de vida e de trabalho;
  • Identificar os principais riscos associados aos ambientes de trabalho;
  • Desenvolver processos de avaliação e controlo de riscos profissionais;
  • Conceber, programar e desenvolver medidas de prevenção e de proteção;
  • Coordenar tecnicamente as atividades de SHT;
  • Promover a informação e a formação dos trabalhadores nos locais de trabalho.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1. LEGISLAÇÃO ANGOLANA SOBRE SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO

  1. Enquadramento da legislação (Lei geral – Lei 2/00 – Sistemas de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho – Decreto 31/94);
  2. Regulamento geral dos Serviços de Higiene e Segurança no Trabalho nas empresas (Decreto-executivo 6/96);
  3. Regulamento Geral das Comissões de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Decreto-executivo 21/98)

2. NOÇÕES DE ESTATISTICA E FIABILIDADE

  1. Obtenção, análise e classificação de amostras;
  2. Tratamento estatístico de amostras;
  3. Intervalos de confiança;
  4. Conceito de fiabilidade;
  5. Probabilidade de falhas associadas a equipamentos e sistemas em série e em paralelo.

3. INTRODUÇÃO À HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  1. Princípios e domínios da Segurança do Trabalho;
  2. Causas e consequências dos acidentes de trabalho;
  3. Avaliação e controlo de riscos associados;
  4. Locais e postos de trabalho: riscos, medidas preventivas e de proteção e legislação aplicável;
  5. Equipamentos de trabalho: riscos, medidas preventivas e de proteção e legislação aplicável;
  6. Armazenagem, utilização e eliminação de produtos químicos perigosos: riscos, medidas preventivas e de proteção e legislação aplicável;
  7. Transporte mecânico de cargas: riscos, medidas preventivas e de proteção e legislação aplicável;
  8. Transporte manual de cargas: riscos, medidas preventivas e de proteção e legislação aplicável;
  9. Atividades e operações particularmente perigosas: soldadura, trasfega de líquidos inflamáveis, trabalhos em espaços confinados, trabalhos hiperbáricos e trabalhos em altura;
  10. Avaliação e controlo de riscos específicos;
  11. Riscos elétricos: técnicas de avaliação de riscos, medidas preventivas e de proteção, e legislação aplicável;
  12. Risco de incêndio e explosão: técnicas de avaliação de riscos, medidas preventivas e de proteção, e legislação aplicável;
  13. Riscos de emissão e dispersão de produtos tóxicos: técnicas de avaliação de riscos, medidas preventivas e de proteção, e legislação aplicável;
  14. Metodologias para conceção de listas de verificação a partir de diplomas legais, normas técnicas, códigos de boas práticas, informação técnica, manuais de instruções dos equipamentos: por sector de atividade, por tipo de risco, por profissão, por operação, e por componente material do trabalho;
  15. Instrumentos de deteção e de mediação de leitura direta no domínio da segurança – explosímetros, detetores de gases e vapores, manómetros – e seus princípios de funcionamento.

4. HIGIENE NO TRABALHO

  1. Princípios e domínios da Higiene do trabalho;
  2. Noções de toxicologia: vias de penetração dos tóxicos no organismo, concentrações e doses letais, toxicidade aguda e crónica, efeito dose-resposta e efeitos fisiológicos dos tóxicos;
  3. Metodologias e técnicas de avaliação e controlo da exposição aos agentes:
    1. Químicos;
    2. Físicos;
    3. Biológicos.

5. AVALIAÇÃO DE RISCOS PROFISSIONAIS

  1. Conceitos e a terminologia, relativos ao processo de avaliação de riscos;
  2. Metodologias de avaliação dos riscos por setor de atividade, por tipo de risco, por profissão, por operação e por componente material do trabalho;
  3. Metodologias e técnicas de avaliação de riscos potenciais na fase de conceção;
  4. Metodologias e técnicas de identificação de perigos: observação direta, entrevistas, consulta dos trabalhadores, informação técnica especializada, listas de matérias-primas, produtos intermédios, subprodutos, resíduos e produtos finais, rotulagem e fichas de segurança de produtos químicos, listas de absentismo, de doenças profissionais e de acidentes de trabalho, investigação de acidentes, incidentes e falhas;
  5. Técnicas qualitativas e quantitativas de estimativa de riscos;
  6. Técnicas de análise indutivas e dedutivas.

6. GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES

  1. Indicadores do desempenho da empresa (ex. produtividade, competitividade, qualidade, custos de produção);
  2. Princípios gerais de gestão (política, organização, planeamento, avaliação do desempenho, auditorias);
  3. Componentes fundamentais dos processos produtivos;
  4. Principais elementos da natureza das empresas e outras organizações produtivas e da sua estrutura organizativa e económico-financeira;
  5. Principais funções da gestão (recursos humanos; organização do trabalho; formação e informação; produção; aprovisionamento; manutenção; qualidade; ambiente; prevenção de riscos profissionais; sistemas de informação e de comunicação);
  6. Modelos e formas de organização do trabalho;
  7. Órgãos e formas de consulta e participação dos trabalhadores;
  8. Principais elementos caracterizadores das condições de trabalho (sistemas remuneratórios, tipologias dos contratos de trabalho e duração do trabalho);
  9. Princípios e as técnicas de planeamento;
  10. Sistemas de gestão da qualidade e ambiente.

7. ERGONOMIA

  1. Conceito, objetivos e metodologia de estudo;
  2. Noções de fisiologia: trabalho muscular;
  3. Antropometria;
  4. Conceção de postos de trabalho;
  5. Conceção de equipamentos de trabalho;
  6. Interface homem – máquina;
  7. Fatores ambientais de incomodidade: ruído (tarefas que requerem concentração e sossego), vibrações, ambiente térmico e qualidade do ar;
  8. Sistemas de iluminação: tipos, parâmetros e unidades de mediação, equipamentos de leitura e seus princípios de funcionamento, efeitos sobre a visão, critérios para avaliação do risco, medidas de prevenção e de proteção, parâmetros básicos de dimensionamento de sistemas de iluminação artificial (localização, intensidade luminosa, seleção de armaduras); critérios de manutenção e limpeza do sistema de iluminação; níveis de iluminação recomendados e normas técnicas;
  9. Trabalho com ecrãs de visualização: riscos, medidas de prevenção e de proteção, e legislação;
  10. Organização do trabalho: conceitos, metodologia e critérios de avaliação de riscos associados à:
  11. Carga física do trabalho: esforços, posturas, trabalho sedentário e trabalho em pé;
  12. Carga mental do trabalho: trabalho monótono e repetitivo;
  13. Organização do tempo de trabalho: trabalho por turnos e trabalho noturno.

8. PRIMEIROS SOCORROS

  1. Comportamento perante o sinistrado (prevenção do agravamento do acidente);
  2. Alerta dos serviços de socorro público;
  3. Exame do sinistrado;
  4. Socorros de urgência;
  5. Primeiros socorros e conselhos de prevenção nos diferentes casos de dificuldade respiratória;
  6. Dificuldades respiratórias – descrição;
  7. Socorros de urgência;
  8. Reanimação cardiorrespiratória;
  9. Feridas, fraturas, acidentes respiratórios, acidentes digestivos, acidentes pelos agentes físicos e envelhecimento;
  10. Queimadura por corrente elétrica e outras;
  11. Hemorragia externa por ferimento (corte);
  12. Esterilização dos instrumentos;
  13. Prevenção dos acidentes de trabalho, supressão de risco, proteção coletiva, proteção individual, sinalização;

9. ORGANIZAÇÃO DA EMERGÊNCIA

  1. Princípios gerais de prevenção;
  2. Medidas de prevenção e de proteção: medidas de engenharia, organização do trabalho, formação, informação, proteção coletiva e individual;
  3. Medidas de engenharia: modificação de processos e equipamentos, processos por via húmida, manutenção, ventilação, acústica, isolamentos, barreiras e amortecedores;
  4. Medidas organizacionais: gestão dos tempos de exposição aos fatores de risco, procedimentos, rotação e permuta de trabalhadores, sistemas de coordenação, arrumação e limpeza dos locais de trabalho;
  5. Medidas de informação e de formação;
  6. Medidas de proteção coletiva: critérios de seleção, manutenção e conservação dos equipamentos de proteção coletiva;
  7. Equipamentos de proteção individual: tipos, componentes, órgãos a proteger, classes de proteção;
  8. Critérios de seleção de equipamentos de proteção individual;
  9. Critérios de utilização, manutenção e conservação dos equipamentos de proteção individual;
  10. Sinalização de segurança: critérios de seleção, instalação e manutenção;
  11. Medidas de prevenção e proteção adequadas à fase do projeto;
  12. Medidas de prevenção e proteção em situação de perigo grave e imediato;
  13. Critérios para a programação da implementação de medidas: hierarquização das medidas, recursos disponíveis e articulação com os diferentes departamentos da empresa;
  14. Técnicas de acompanhamento e controlo da execução das medidas de prevenção;
  15. Metodologias e técnicas para avaliação do grau de cumprimento de procedimentos;
  16. Critérios de avaliação do custo e benefício das medidas de prevenção e de proteção;
  17. Técnicas de avaliação da eficácia das medidas: reavaliação dos riscos, entrevistas e questionários.

10. PSICOSSOCIOLOGIA DO TRABALHO

  1. Metodologia e técnicas de avaliação dos fatores psicossociais;
  2. Intervenção psicossocial: alterações na organização do trabalho e alterações no indivíduo;
  3. O “stress”: conceito, fatores de risco, avaliação do risco, consequências e medidas preventivas;
  4. O erro humano: conceito, causas e consequências e medidas preventivas.

11. CONTROLO DE RISCOS PROFISSIONAIS

  1. Princípios gerais de prevenção;
  2. Medidas de prevenção e de proteção: medidas de engenharia, organização do trabalho, formação, informação, proteção coletiva e individual;
  3. Medidas de engenharia: modificação de processos e equipamentos, processos por via húmida, manutenção, ventilação, acústica, isolamentos, barreiras e amortecedores;
  4. Medidas organizacionais: gestão dos tempos de exposição aos fatores de risco, procedimentos, rotação e permuta de trabalhadores, sistemas de coordenação, arrumação e limpeza dos locais de trabalho;
  5. Medidas de informação e de formação;
  6. Medidas de proteção coletiva: critérios de seleção, manutenção e conservação dos equipamentos de proteção coletiva;
  7. Equipamentos de proteção individual: tipos, componentes, órgãos a proteger, classes de proteção;
  8. Critérios de seleção de equipamentos de proteção individual;
  9. Critérios de utilização, manutenção e conservação dos equipamentos de proteção individual;
  10. Sinalização de segurança: critérios de seleção, instalação e manutenção;
  11. Medidas de prevenção e proteção adequadas à fase do projeto;
  12. Medidas de prevenção e proteção em situação de perigo grave e imediato;
  13. Critérios para a programação da implementação de medidas: hierarquização das medidas, recursos disponíveis e articulação com os diferentes departamentos da empresa;
  14. Técnicas de acompanhamento e controlo da execução das medidas de prevenção;
  15. Metodologias e técnicas para avaliação do grau de cumprimento de procedimentos;
  16. Critérios de avaliação do custo e benefício das medidas de prevenção e de proteção;
  17. Técnicas de avaliação da eficácia das medidas: reavaliação dos riscos, entrevistas e questionários.

12. CONCEÇÃO E GESTÃO DA FORMAÇÃO

  1. Metodologias e técnicas de identificação de necessidade de formação, em função dos diversos públicos-alvo;
  2. Metodologias e técnicas de conceção de programas de formação: definição de objetivos e conteúdos pedagógicos, recursos e condições de execução da formação;
  3. Metodologias e técnicas de formação adequadas às estratégias definitivas: técnicas de motivação, métodos pedagógicos, gestão dos tempos e dos meios necessários;
  4. Técnicas de utilização de equipamentos de formação: retroprojetor e outros;
  5. Técnicas de avaliação dos formandos;
  6. Metodologias e técnicas adequadas para a avaliação da qualidade e eficácia da formação.

13. GESTÃO E PREVENÇÃO

  1. Conceitos de trabalho, saúde, perigo, risco, acidente, acidente grave, incidente, doença profissional, doença relacionada com o trabalho, condições de trabalho, prevenção, prevenção integrada, proteção, avaliação de riscos e controlo de riscos;
  2. Medicina do trabalho: conceitos básicos, objetivos e funções;
  3. Glossário de termos equivalentes em francês e inglês;
  4. Indicadores de segurança e saúde no trabalho;
  5. Custos diretos e indiretos de acidentes de trabalho, doenças profissionais e absentismo;
  6. Indicadores estatísticos de sinistralidade e doenças profissionais;
  7. Metodologias de análise de custo/benefício;
  8. Critérios de avaliação de propostas (técnicos, sociais e económicos);
  9. Modelos de gestão da prevenção de riscos profissionais;
  10. Planos de prevenção;
  11. Competências e capacidades dos organismos da rede;
  12. Âmbitos, metodologias e técnicas de auditorias e de inspeções;
  13. Sistemas e critérios de qualidade relativos aos recursos externos existentes no mercado;
  14. Elementos e conteúdos a contemplar nos cadernos de encargos;
  15. Critérios de seleção de recursos externos;
  16. Órgãos de consulta e participação dos trabalhadores no âmbito da prevenção de riscos profissionais;
  17. Domínios e momentos da consulta e participação dos representantes dos trabalhadores;
  18. Sistemas de qualificação dos vários técnicos e especialistas na área da prevenção de riscos profissionais;
  19. Interfaces (complementaridades, sobreposições de atuação, potenciais conflitos) na intervenção dos vários técnicos e especialistas;
  20. Princípios de ética e de deontologia aplicável aos profissionais da prevenção dos riscos profissionais;

14. – TÉCNICAS DE INFORMAÇÃO, DE COMUNICAÇÃO E DE NEGOCIAÇÃO

  1. Elementos da arquitetura tecnológica (infraestruturas, software) e da arquitetura da informação (quem cria informações e quem utiliza);
  2. Tipos de informação: de suporte a realização de operações e de tarefas; e informações para a decisão e informação para a qualificação;
  3. Técnicas de informação, de comunicação e de negociação;
  4. Metodologias e técnicas adequadas para avaliação da qualidade e eficácia da informação e comunicação;
  5. Técnicas de conceção de normas internas;
  6. Instrumentos de informação e seus domínios de aplicação utilizados na prevenção de riscos profissionais: cartaz, boletim, videograma, diaporama, entre outros;
  7. Princípios e técnicas básicas utilizadas na conceção/elaboração de instrumentos de informação;
  8. Técnicas de utilização de suportes de informação: scripto, áudio, multimédia e outros;
  9. Metodologias e técnicas de identificação de necessidades de informação, em função dos diversos públicos-alvo;
  10. Tipos de informação específica no âmbito da prevenção de riscos profissionais nomeadamente sinalização de segurança, rotulagem de produtos perigosos e respetivas fichas de segurança, manuais de instruções de máquinas, normas internas de procedimentos, manuais de segurança e higiene no trabalho;
  11. Metodologias e técnicas de comunicação individual e grupal;
  12. Técnicas de utilização de equipamentos de comunicação: retroprojetor e outros;
  13. Domínios, conteúdos e momentos dos registos a efetuar;
  14. Técnicas de organização de arquivo e gestão de arquivo;
  15. Domínios, conteúdos e momentos das notificações obrigatórias;
  16. Princípios e técnicas de liderança, orientadas para a coordenação de equipas de trabalho;

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO

Esta especialização encontra-se organizada em 14 Módulos, sendo que se trata de uma formação à distância, estão previstas a realização de 32 sessões síncronas, nas quais os formandos estão em contacto em tempo real com o formador. Durante este percurso os formandos também estarão em contacto com o formador através de sessões assíncronas (e-mail, fórum noticias/dúvidas e contacto telefónico) permitindo assim que os formandos possam esclarecer dúvidas que ocorram ao longo do seu percurso formativo. A leitura e a reflexão individual deve ocorrer ao longo de todo o processo de aprendizagem. Sem a leitura e a reflexão individual o formando ficará muito limitado na sua participação nos Fóruns de Discussão previstos, assim como também dificilmente poderá realizar com sucesso os E-trabalhos programados.

AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS

A avaliação dos formandos assenta nos seguintes momentos e critérios de avaliação:

  1. Avaliação diagnóstico ou inicial.
  2. Avaliação Formativa ou contínua:
    1. Avaliação das aprendizagens realizadas ao longo dos módulos (disponíveis na plataforma): 55%. Os formandos têm de ter uma classificação final em cada módulo igual ou superior a 50%;
    2. Participação nas sessões síncronas: intervenção pertinente e construtiva sobre as temáticas abordadas – (5%);
    3. Pontualidade nas sessões síncronas: cumpre os horários estabelecidos em todas as sessões ao longo da formação – (5%);
    4. Responsabilidade: cumpre os prazos de entrega/realização dos trabalhos/testes – (10%);
  3. Avaliação Sumativa ou final:
    1. Projeto final: 25% – dada a importância que o Projeto Final assume para o desempenho futuro do formando, a TWOFOLD define que para obter a aprovação final no curso tem de obter aprovação igual ou superior a 50%.

A não aprovação de um módulo ou mais apenas dá origem a um certificado de aproveitamento relativo aos módulos em que obteve a nota igual ou superior a 50%. A emissão do certificado de Pós-Graduação implica a aprovação na totalidade dos módulos que compõem o curso.

No final, a classificação atribuída será de acordo com seguinte escala:

Suficiente

Bom

Muito Bom

Excelente

CERTIFICAÇÃO

Certificado de Especialização Avançada emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO), do Ministério da Educação (Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho), com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações (Decreto-Lei nº 396/2007). Nos termos do disposto no artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho e, tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção de grau académico (Mestrado ou Doutoramento), o certificado de Especialização Avançada emitido no âmbito desta formação é válido para a obtenção de créditos (ECTS), na candidatura a um Mestrado ou Doutoramento, ao abrigo do Processo de Bolonha, constituindo-se também, como uma valorização curricular na admissão a concursos públicos e privados.

PRÉ-REQUISITOS

O que precisa?

Formação Superior

Ser detentor do grau de Bacharelato ou Licenciatura

Computador

Computador funcional

Acesso à Internet

De banda larga

Navegador Atualizado

Com Adobe Flash atualizado

E-mail

Para receber as suas credenciais de acesso

PEDIDO DE INSCRIÇÃO

Como se processa?

Pedido de Inscrição

Faça o pedido de inscrição, escolhendo uma modalidade de pagamento

E-mail de Confirmação

Após a receção da confirmação do pedido, deverá enviar a documentação solicitada

Dados de Acesso

Antes do início do seu curso receberá os dados de acesso a plataforma de ensino a distância

Aceda à Plataforma

Por fim, poderá aceder à plataforma de ensino a distância Twofold E-Academy e iniciar o seu curso!

Opção de pagamento faseado

Opção de Pagamento faseado em 12 prestações + Taxa de Inscrição

Opção pagamento a pronto

Oferta da taxa de inscrição.

Alguma dúvida?

Estamos ao seu dispor.

Também lhe pode interessar

Outros Programas de Formação

Or log in to access your purchased courses

Escolha o seu país

<>
Vantagens Adicionais

  • E-Learning
  • Pagamento em 12 Prestações + taxa de inscrição
  • Equivalência a ECT´s em Mestrados ou outras formações superiores em Universidades Portuguesas
Escolha o seu País

Não encontra a data de Inicio?

Solicite o cronograma da próxima edição deste curso por e-mail (geral@twofold.pt) ou Telefone (253096712 – n.º de atendimento para todo o país).